4/10/2009

Harvey Milk




“Eu só peço isto:
Se me assassinarem.
Peço uma mobilização
de cinco, dez, cem, mil pessoas.
E se uma bala entrar
no meu cérebro
que destrua cada
porta fechada.
Peço que continuem
com o movimento.
Porque não se trata
de um jogo pessoal.
Não se trata de poder.
Trata-se sim, daqueles como nós
espalhados pelo mundo.
Não apenas os gays.
Mas os negros, os asiáticos,
os idosos, os deficientes. 'Nós'.
Sem esperança,
'nós' desistimos.
Eu sei que não podemos ter
esperança quando estamos sozinhos,
mas sem esperança,
não vale a pena viver.
Por isso, você...
e você, e você.
Têm que os fazer acreditar.
Têm que os fazer acreditar.”


“Mais de 30 mil pessoas fizeram uma
marcha desde o Castro até à Câmara
para homenagear
o Supervisor Harvey Milk”.
Posted on by Carla Marques | 1 comment

1 comentários:

ki113r disse...

tao mas isto ainda mexe?